4 dicas de sucesso de presentes para padrinhos

Dar um presente para padrinhos de casamento é um costume que vem ganhando força no universo “casamenteiro”. Como a celebração em si dura apenas poucas horas, muitos casais tentam transformar cada etapa até o grande dia em algo especial a ser festejado, principalmente com aquelas pessoas mais queridas, que as apadrinharão.

A escolha desse mimo, no entanto, pode parecer difícil — afinal, como simbolizar, com um único objeto, a importância deles na vida dos noivos? Se você está passando por esse dilema, não se preocupe! Neste post você encontrará 4 ideias de presentes para padrinhos que temos certeza de que você vai amar. Confira!

1. Um brinde ao amor

Nossa primeira ideia para presentear seus fiéis escudeiros no altar é um conjunto de champanhe e taça. Esse é um artigo muito versátil, pois pode ser oferecido tanto para homens quanto para mulheres. Mais ainda, se você convidar um casal para te apadrinhar, vale entregar um presente único, porém com duas taças.

A única ressalva é que você deve ter certeza de que seus padrinhos bebem bebidas alcoólicas antes de escolher essa ideia.

2. O amor é doce

Uma caixa cheia de guloseimas, daquelas de dar água na boca só de imaginar, é um presente para padrinhos certeiro! A vantagem dessa opção é que você pode escolher os doces de acordo com o gosto de cada um, fazendo um presente realmente personalizado.

Veja algumas ideias de quitutes que você pode utilizar:

  • brigadeiro, beijinho ou outros doces de pote;
  • bombons;
  • macarons;
  • bem casados;
  • balas de coco;
  • mini bolos;
  • minibrownies;
  • geleias.

3. O amor é lindo

Que tal deixar seus padrinhos ainda mais bonitos para o grande dia? Para eles, o presente é a gravata que deverá ser usada na cerimônia. Para elas, um broche, brinco, cordão ou acessório de cabelo que também poderá ser usado no casamento.

Essa ideia funciona muito bem especialmente quando você deseja que suas madrinhas usem uma cor específica na festa de casamento. Basta deixar um recadinho, junto com o presente, sugerindo que ela utilize aquela tonalidade em seu vestido.

4. O amor está no ar

Escolha uma fragrância suave e presenteie seus padrinhos com um aromatizador de ar ou perfume para roupas. Além de ficarem com o ambiente perfumado, eles sempre se lembrarão de vocês quando sentirem o cheirinho do amor pela casa deles.

Agora que já demos nossas dicas, basta você escolher a que mais gostou! E, para que o mimo fique ainda melhor, guarde o mimo escolhido em uma bela caixa fechada com um laço nas cores da festa. É interessante também deixar alguma mensagem, que pode vir dentro ou fora da embalagem, agradecendo a eles por estarem presentes nesse momento tão importante.

Viu como escolher o presente para padrinhos não precisa ser uma tarefa tão difícil? Temos certeza de que eles vão ficar muito felizes com esse gesto de carinho!

Se você ainda está com dúvidas sobre a organização do seu casamento, assine nossa newsletter! Receba conteúdos exclusivos para te ajudar com essa tarefa diretamente em sua caixa de entrada!

4 dicas para organizar recepções diferentes e criativas para os noivos

Planejar um casamento sem festa pode despertar uma série de dúvidas, afinal, os convidados sempre esperam por uma recepção tradicional em uma ocasião tão importante. Mas não precisa se preocupar! Com dicas certeiras ficará mais fácil encontrar uma maneira criativa e emocionante de comemorar o grande dia.

Geralmente, o ideal é apostar em algo que combine com a personalidade dos noivos e esteja relacionado à principal temática da cerimonia. E, como em todo cronograma minucioso, você precisa começar as pesquisas com bastante antecedência, para não deixar a impressão de ter definido os detalhes de última hora.

Então, quer saber mais sobre o assunto? Neste post vamos mostrar dicas essenciais para investir em uma recepção diferenciada e surpreender a todos! Acompanhe:

1. Aposte na simplicidade do coquetel

Para casamentos informais, o coquetel pode ser uma ótima opção. Quando não existe a disponibilidade de pratos principais, a versão simples do serviço garante a interação entre os convidados com um cardápio adaptado.

Entre os petiscos servidos nesse caso estão canapés, folhados, frutas no palito, docinhos e bebidas. Já o protocolo com o bolo deve ser definido de acordo com o estilo cada casal.

Por ser uma situação mais casual, não são oferecidas mesas e cadeiras. Todo o andamento do coquetel acontece de forma muito natural, com os garçons que circulam pelo salão oferecendo os itens do menu.

Uma das principais vantagens disso é o baixo custo do procedimento, cobrado por pessoa. O serviço também pode ser contratado no mesmo local da cerimônia, preservando a sofisticação que a ocasião merece.

2. Promova um jantar intimista

Na hora de fazer uma recepção diferenciada, é preciso ser extremamente seleto com a lista de convidados. Os casais que escolhem se casar apenas no civil com uma reunião discreta podem optar por um jantar na casa dos pais de um deles, por exemplo.

Dependendo da estrutura disponível, uma recomendação é fazer a celebração da cerimônia e a recepção no mesmo local. Assim, avalie todas as possibilidades para encontrar um lugar que possa acomodar os familiares com conforto.

Outras opções muito populares são o salão de festa do prédio e o jardim da casa de algum parente ou amigo próximo.

3. Realize a celebração em um restaurante

Quando a ideia de recepção consiste apenas em reunir amigos e familiares em uma pequena confraternização, reservar um restaurante especial também costuma funcionar muito bem.

Uma das opções é reservar o espaço para a cerimônia de casamento e já comemorar com um jantar ou almoço no mesmo ambiente, os restaurantes tem o costume de cobrar apenas pelo buffet (que já é da casa) e não cobrar pelo aluguel do espaço.

4. Inove com um churrasco

O churrasco como recepção de casamento é uma das principais tendências entre os casais despojados. Com muito charme na organização, é possível montar um evento repleto de elegância para comemorar a ocasião.

O mais importante é apostar em um cronograma que não deixe a festa com cara de mal organizada. Apesar de ter flexibilidade de horário, a opção costuma encaixar melhor após cerimônias realizadas na parte da manhã ou no começo da tarde. E o cuidado com a decoração e a contratação da equipe faz toda a diferença no resultado final.

Procure por profissionais com experiência no assunto, para garantir a emoção do momento.

Pronto! Agora você já sabe como fazer uma recepção diferenciada em um casamento sem festa.

Lembre-se de que qualquer tipo de evento posterior à cerimônia precisa combinar com a personalidade do casal para se tornar inesquecível. Por isso, siga nossas dicas e escolha uma opção que possa reunir as pessoas mais próximas sem deixar a elegância necessária de lado!

E agora, se gostou deste post, aproveite para ver também 5 dicas para realizar a cerimônia dos seus sonhos!

Como escolher a melhor opção de buffet para o seu casamento?

Toda noiva quer ter um casamento inesquecível, o que envolve, necessariamente, a contratação de fornecedores de qualidade para o evento. Isso, no entanto, pode causar grandes preocupações, especialmente para aquelas que não tem experiência com festas ou tempo disponível para organizá-las com tranquilidade.

Um dos quesitos que mais as preocupa costuma ser sobre como escolher buffet de casamento. Afinal, quem nunca foi para uma festa sonhando com as delícias que iria saborear? No post de hoje, vamos lhe ajudar com uma lista de 4 aspectos que você deve levar em consideração para fazer uma escolha segura. Confira!

1. Tenha em mente o estilo e o tamanho da festa

O buffet escolhido deve ser versátil o suficiente para atender a algumas especificidades da festa:

Estilo

O menu deve seguir o estilo da celebração. Se você optar por um casamento mais clássico, pode soar incoerente um cardápio de comidas regionais ou releituras modernas de pratos tradicionais. Da mesma forma, comidas clássicas podem não cair bem em uma celebração mais informal, por exemplo.

Horário

O horário da celebração não pode ser deixado de lado no momento de escolher o buffet de casamento. Em festas que acontecem próximas à hora do almoço, o ideal é que seja servido o almoço. Já em eventos noturnos, você pode apostar em um jantar ou em finger food.

Orçamento

Um dos maiores medos das noivas é estourar o orçamento. Portanto, para que isso não aconteça, você deve relacionar o valor destinado ao buffet com a quantidade de convidados e o estilo de festa. Um bom fornecedor será capaz de entender isso e adequar o seu serviço a esses valores.

2. Deguste

Não importa o quão boas as indicações sobre o buffet sejam, não deixe de fazer uma degustação antes de fechar o contrato. Somente provando alguns itens do cardápio você ficará segura de sua escolha.

Embora não seja possível degustar todas as comidinhas que ele possa oferecer, você poderá avaliar a qualidade do trabalho, o estilo de temperos usados e se realmente estão de acordo com o que você procura.

3. Avalie a qualidade da apresentação visual

Você deve avaliar a apresentação visual de duas formas: por meio de fotos de outros eventos e durante a degustação.

Nos registros de outros casamentos, você poderá perceber como as mesas são decoradas e os alimentos expostos. Já na degustação, você verá como é a apresentação dos quitutes ao vivo, além de poder avaliar se a equipe de trabalho está bem arrumada.

4. Considere pedir ajuda profissional para escolher o buffet de casamento

O mercado de casamentos está em franco crescimento e, por conta disso, há cada vez mais fornecedores de buffet surgindo. Então, pode ser difícil conseguir definir, em meio a tantas possibilidades, aquela que melhor se adeque ao que você deseja.

Sendo assim, a ajuda profissional pode ser a melhor solução para quem quer um evento impecável, mas não tem tempo disponível para cuidar de todos os detalhes. Uma assessoria de casamento fará a seleção inicial de fornecedores de acordo com as suas especificidades. Assim, com uma triagem prévia, fica mais fácil e rápido fazer a sua escolha.

Além disso, por serem especializados no assunto, as assessoras podem avaliar alguns detalhes como:

  • relação entre quantidade de garçons e convidados;
  • custo-benefício do serviço em relação ao valor cobrado;
  • histórico de possíveis problemas do fornecedor.

Escolher o buffet de casamento envolve muitos quesitos importantes, que podem significar o sucesso ou não de sua festa. Portanto, avalie-os bem e faça uma escolha segura. Mas, se você estiver com dificuldades para isso, não deixe de considerar uma ajuda profissional — isso sem dúvidas vai lhe livrar de muitas dores de cabeça!

Se você está procurando uma assessoria de qualidade para transformar o seu sonho de casamento em realidade, entre em contato com a Teresa Lamas Planejamento de Eventos.

Qual o melhor mês para casar? Confira!

Escolher o melhor mês para casar exige tempo e dedicação das noivas. Cada etapa do ano possui diferentes características que devem ser avaliadas cuidadosamente, como variações de temperatura, chuvas e alterações nos preços dos serviços.

Mas não se preocupe! É possível tomar a decisão correta de acordo com as possibilidades financeiras do casal. O principal diferencial está em organizar um planejamento minucioso com base nas vantagens e desvantagens das datas mais procuradas para o evento. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e acerte em cheio na escolha. 

Aproveite as facilidades do verão

Os meses de calor são ideais para cerimônias ao ar livre ou em cenários paradisíacos. Por isso, torna-se importante pesquisar bastante antes de definir a data. Veja mais informações sobre a estação: 

Janeiro

É considerado um período de menor custo para o casamento. Por conta da baixa procura, muitos fornecedores oferecem promoções. Não é preciso reservar a data com antecedência, mas o planejamento deve ser cuidadoso pelas altas temperaturas.

Fevereiro

Por coincidir com o Carnaval, a maioria dos salões não consegue fechar todas as datas. A principal vantagem do mês é a grande variedade de flores típicas da estação com preços baixos.

Março

O calor fica mais ameno e aumenta a procura por festas durante o dia. Por isso, muitas noivas escolhem o mês para celebrações em ambientes repletos de belezas naturais.

Faça uma festa com a cara do outono                                  

Por ser uma das estações mais charmosas do ano, o outono proporciona uma grande cartela de cores aos ambientes. Conheça as particularidades de cada mês:

Abril

É um dos queridinhos das noivas. As possibilidades de chuva são pequenas e os convidados se sentem confortáveis, tanto em ambientes ao ar livre como em salões fechados.

Maio

Considerado o mês nobre do casamento, torna-se uma das primeiras opções de toda noiva logo no início dos preparativos. No entanto, a grande disputa por datas e a inflação das flores pesam na decisão.

Junho

Com a queda das temperaturas, diminui o número de cerimônias ao ar livre. O momento é ideal para festas que exigem trajes clássicos dos convidados. A temporada da tulipa também agrada aos noivos que desejam uma decoração sofisticada.

Considere o charme do inverno 

Não deixe o frio assustar. Os casamentos no inverno são uma grande oportunidade de surpreender os seus convidados com sofisticação na medida certa. Avalie as possibilidades: 

Julho

O frio vai ser o charme de qualquer evento, especialmente em ocasiões noturnas. É necessário caprichar nos pratos quentes e em opções de bebidas. Como é um mês menos procurado, os preços dos serviços costumam reduzir.

Agosto

Para os casais com orçamento limitado, o mês pode ser uma ótima opção. A superstição em torno do azar costuma afastar as noivas e  melhorar consideravelmente os preços.

Setembro

Por representar a transição entre inverno e primavera, o mês é um dos preferidos dos casais. A variedade de flores e as temperaturas agradáveis tornam as cerimônias mais românticas. 

Capriche na decoração de primavera 

A estação das flores representa um verdadeiro convite para os noivos. Além das belezas naturais, os trajes se tornam mais descontraídos. Acompanhe os detalhes:    

Outubro

O auge da primavera representa cerimônias cheias de estilo e com ótimas flores. O clima fica favorável, e o início do horário de verão aumenta os eventos ao ar livre. 

Novembro

Para cerimônias com um ar provençal, as noivas podem apostar nas lavandas. O charme da flor deixa o ambiente com um estilo personalizado. As temperaturas são amigáveis, porém é preciso se preparar contra temporais.

Dezembro

Um dos meses mais concorridos entre os casais. Em decorrência do clima festivo de final de ano, favorece a presença de amigos e familiares. Por marcar o início do verão, as flores também representam uma vantagem na decoração.

Agora você já sabe como escolher o melhor mês para casar. Afinal, um dos momentos mais importantes da sua vida merece ser organizado cuidadosamente.

Caso você não tenha um motivo especial para determinar uma data, considere as vantagens e desvantagens de cada temporada. Dessa forma, torna-se possível organizar a cerimônia dos seus sonhos com uma série de facilidades.    

Gostou das informações deste artigo? Então, leia também sobre 8 ideais criativas para convites de casamento.  

4 dicas importantes para planejar a lua de mel perfeita

Planejar uma lua de mel perfeita é uma etapa essencial para os noivos. Afinal, são inúmeros os detalhes que interferem diretamente no sucesso da viagem. O grande segredo está em saber organizar bem o roteiro e ter muita atenção com todas as etapas.

Com criatividade e paciência, você pode negociar passeios exclusivos e condições especiais para o casal desfrutar desse período precioso depois da correria que antecede o casamento. Aproveite cada segundo do novo estado civil e lembre-se que a ocasião não deve ser deixada de lado durante os preparativos para a cerimônia.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe o post de hoje e confira 4 dicas importantes que separamos para ajudar você a organizar a lua de mel dos seus sonhos de forma eficiente!

1. Escolha o destino ideal

Depois de tanto trabalho e ansiedade antes do casamento, relaxar na viagem de lua de mel é o principal desejo de todo casal. Para acertar na escolha do destino, é crucial encontrar uma opção que agrade aos dois. Tenha criatividade e busque por um roteiro que seja especial, como a realização de um sonho de infância ou a reedição de uma viagem inesquecível.

Converse com seu noivo em particular e estabeleça as prioridades da programação. O grande diferencial está em escrever, logo no início dos preparativos da festa, diversas sugestões em um papel. Dessa forma, fica mais fácil conseguir bons preços de passagens e definir se a viagem será focada em aventura, turismo ou descanso.

2. Pesquise a hospedagem com antecedência

Com a correria que precede a cerimônia, algumas noivas podem esquecer de resolver os detalhes da lua de mel. Para evitar imprevistos, é preciso pesquisar sobre as opções de hospedagem com bastante antecedência. E não se trata apenas de questões financeiras. A busca segmentada permite que você conheça a reputação do estabelecimento e avalie comentários em redes sociais.

Procure também por experiências de outros casais no local, visto que a lua de mel deve ser um momento inesquecível de plena harmonia. Muitos hotéis e pousadas costumam oferecer diversas vantagens para os recém-casados, como quartos temáticos e bebidas de cortesia. Tenha em mente que é preciso priorizar o conforto, porém, considere as condições especiais antes da decisão final.

3. Calcule o tempo de viagem

De nada adianta tirar muitos dias de folga e passar o tempo todo em deslocamento. Escolha uma região para conhecer com calma e aproveitar a companhia um do outro. Pode parecer bastante óbvio, mas muita gente acaba se empolgando na hora de montar a programação e reserva inúmeros destinos sem pensar direito.

Caso você tenha apenas uma semana de descanso, descarte lugares longes, como Tailândia, Japão ou Dubai. São muitas horas de voo e ainda é preciso se acostumar com a mudança de horário. Assim, os primeiros dias são perdidos com o processo de adaptação e o cansaço ainda pode causar discussões desnecessárias.

4. Tenha cuidado com o orçamento

Ser original é um ponto que conta muito na hora de tornar a viagem única e cheia de personalidade. Defina o orçamento disponível e tenha muita criatividade na escolha do destino. Alguns casais preferem gastar mais na cerimônia e economizar com uma lua de mel em território nacional. Nesse sentido, entre as variadas opções de lugares paradisíacos no Brasil, podemos destacar:

  • Fernando de Noronha;

  • Serra Gaúcha;

  • Búzios;

  • Costa do Sauípe;

  • Lençóis Maranhenses.

Caso a preferência seja investir em um roteiro internacional e luxuoso, comece as pesquisas bem antes de fechar as primeiras etapas dos preparativos da festa. Com isso, você consegue ter uma noção melhor dos gastos com o casamento e pode organizar, com folga, todos os passeios que deseja fazer durante a viagem.

Pronto! Agora você já sabe como planejar a lua de mel perfeita. O mais importante é lembrar que existem muitas possibilidades de viagens para diferentes orçamentos. Escolha de acordo com as preferências do casal e torne a ocasião ainda mais especial com um planejamento minucioso. Dessa forma, você evita imprevistos e comemora o início da vida a dois de um jeito inesquecível.

Gostou das informações deste artigo? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas dicas e atualizações!

Vai casar? Aprenda a fazer uma boa negociação com fornecedores

O casamento é um grande marco na vida de qualquer pessoa. É a união formal de um relacionamento que todos esperam que dure tanto quanto possível. Porém, antes do grande dia, ainda há muito trabalho de planejamento. E um passo bem importante é a negociação com fornecedores para casamento.

Apesar de a qualidade ser o principal objetivo de qualquer festa, isso não significa que você deva simplesmente esquecer-se de usar seu dinheiro de forma responsável. Em muitos casos, a economia pode permitir que você faça um evento um pouco maior ou contribua com a lista de presentes. Tudo dependerá de um pouco de disposição da parte do casal.

Para ajudar com esta tarefa, trouxemos aqui 3 dicas de negociação com fornecedores para casamento que podem te poupar bastante dinheiro. Confira!

Faça o orçamento primeiro

O primeiro e mais importante passo antes de pensar em gastar qualquer quantia é definir quanto você terá disponível. Afinal, mesmo que você consiga um mega acordo com o buffet por refeições variadas e sobremesas, não vai adiantar muito se faltar dinheiro para alugar um espaço, contratar um fotógrafo ou fazer qualquer outra coisa.

Então, antes de qualquer coisa, faça as contas. Veja quanto você possui no momento e quantos meses da sua nova vida de casal você pretende comprometer apenas com as parcelas da festa. Tenha em mente também que o seu orçamento vai mudar um bocado nesse meio tempo. Não é à toa que sempre ouvimos a velha piada: “caso ou compro uma bicicleta?”.

Pesquise diferentes opções

Durante a negociação com os fornecedores, um erro bem comum é simplesmente aceitar a primeira oferta que pareça vantajosa. Ela pode até ser a melhor, mas você não pode ter certeza disso antes de entrar em contato com as outras empresas disponíveis. Se você não buscar opções, não terá como fazer muitas escolhas.

Além disto, vale lembrar que o preço dos concorrentes é um bom ponto de partida para conseguir mais benefícios. Você nem sempre terá um desconto, mas pode ganhar alguns itens a mais no Buffet ou um álbum extra se mostrar que há outros fornecedores com condições melhores no momento. Alguns vão se mexer bem rápido para oferecer uma condição mais vantajosa.

Tente conseguir descontos em conjunto

Muitas empresas oferecem descontos em atacado ou pacotes, pois com mais produtos sendo entregues de uma vez, o lucro vem imediatamente. Muitos dos serviços que você busca para o seu casamento, como buffet e fotografia, também seguem a mesma lógica. Isto significa que, com um pouco de pesquisa, você pode encontrar pacotes bem mais econômicos.

Ademais, é provável que você consiga montar esses conjuntos com diferentes serviços, como uma casa de festa que já vem com o buffet incluso, por exemplo. Não é uma oportunidade tão rara e ela pode te poupar bastante dinheiro.

Agora que você tem estas dicas, é hora de fazer sua negociação com os fornecedores para casamento e poupar para os presentes! Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Então deixe um comentário com sua pergunta!

Como economizar no casamento sem abrir mão da festa?

Economizar no casamento pode deixar a maioria das noivas de cabelos em pé. Os serviços essenciais costumam encarecer o orçamento e assustar os noivos logo no começo dos preparativos. Mas nada de pânico! É possível realizar uma cerimônia inesquecível sem gastar uma verdadeira fortuna.   

O segredo do sucesso está em se programar com bastante antecedência. Quanto antes começar a pesquisar sobre o assunto, mais fácil será encontrar boas opções de pacotes. No entanto, lembre-se que mesmo com alguns cortes no cronograma, torna-se indispensável priorizar a qualidade das empresas contratadas e ficar de olho nos prazos.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste post, daremos dicas essenciais para diminuir os gastos sem deixar de lado a elegância da ocasião. Acompanhe:

Defina uma lista de prioridades

A maioria dos casais deseja impressionar seus convidados com uma festa grandiosa. Entretanto, existe também a opção de investir os recursos financeiros no futuro lar ou em viagem de lua de mel. Não importa qual seja o motivo, se você deseja economizar na cerimônia precisa criar uma lista de prioridades.

Logo, no início dos preparativos, converse com seu noivo sobre os principais desejos para a realização do evento. Pense no sonho que envolve o momento e elimine gastos que podem ser desnecessários. Por exemplo, vocês precisam de uma banda de baile ou o trabalho de um DJ será suficiente para esquentar a pista de dança?  

São alguns detalhes que fazem toda a diferença no valor final do orçamento. Mesmo com cortes, torna-se essencial considerar cuidadosamente em quais serviços economizar e exigir sempre muita qualidade nas contratações.   

Adote a prática do “faça você mesmo”

Em cada detalhe do casamento existe o olhar diferenciado da noiva. Por isso, você pode aproveitar para colocar a mão na massa e criar acessórios decorativos completamente originais. Os itens de papelaria são ótimas opções para animar a festa e ainda decorar o espaço com muita criatividade.

Faça plaquinhas de redes sociais com frases divertidas, menus de mesa ou enfeites temáticos. Atualmente, existe uma série de modelos e vídeos de orientações, divulgados na internet, para facilitar a produção. Outro ponto que costuma aliviar o orçamento é fabricar as lembrancinhas de forma artesanal. Escolha um tema que esteja relacionado ao estilo da cerimônia e encontre algo que agrade seus convidados. Veja algumas opções práticas:

  • saches de escalda pés;

  • caixa de vinho;

  • doces finos de potinho;

  • kit de velas aromatizadas.  

Escolha uma decoração simples

A temática da decoração costuma interferir diretamente nos custos. O grande diferencial está em entrar na tendência do momento e apostar em um casamento clean. O minimalismo torna a ocasião ainda mais romântica sem perder o estilo. Uma boa sugestão é optar por um espaço que seja repleto de belezas naturais para encantar os convidados com pouco investimento.

Pesquise sobre as temporadas que costumam encarecer os serviços. Escolha flores da estação e datas menos disputadas pelos casais, por exemplo, durante o mês de janeiro ou dias de semana. É preciso ter atenção especial com a iluminação do ambiente para valorizar os detalhes e as fotos.           

Monte o planejamento com antecedência

Não tem como fugir, o planejamento é seu principal aliado na hora de organizar uma festa de casamento. Comece os preparativos com o máximo de antecedência possível e invista tempo em pesquisas detalhadas sobre o assunto. Dessa forma, fica mais fácil encontrar os melhores fornecedores, com estratégias promocionais.

Caso tenha um bom espaço de tempo até o grande dia, as empresas podem abrir diferentes possibilidades de pagamentos. Monte uma planilha com todos os serviços essenciais, de acordo com sua ordem de contratação. Inicie o procedimento pelos trabalhos com maior custo para evitar se perder com tantas opções de orçamento.     

Pronto! Agora você já sabe como economizar no casamento e ainda garantir uma festa inesquecível. O mais importante é idealizar com antecedência e pesquisar diversas possibilidades. Encontre tempo para personalizar detalhes da decoração que funcionam como um grande diferencial para os convidados. Além de tornar o momento mais charmoso, os itens artesanais ainda agregam valor emocional ao ambiente.

Gostou das informações deste artigo? Entre em contato com a Teresa Lamas e conheça diversos serviços para a realização do seu evento.    

O que mais vale a pena: comprar, alugar ou construir um imóvel?

A pergunta do título é uma dúvida cruel, principalmente para quem está na iminência de se casar. É tanta gente dando palpite que até parece que a cabeça vai dar um nó. Com os preparativos para o casamento, o tempo, que já era curto, fica cada dia mais escasso. Assim, torna-se cada vez mais difícil decidir comprar, alugar ou construir um imóvel.

A verdade é que não existe uma resposta pronta. Cada uma das opções tem seu lado positivo e seus malefícios. Por isso, mantenha a calma! Neste post nós daremos várias dicas muito úteis para quem está — assim como você — à procura de informações sobre como comprar o primeiro imóvel. Quer saber mais? Venha com a gente!

Conheça o lado bom e o ruim de construir

A vantagem mais evidente da construção é a liberdade para fazer a casa do seu jeito nos mínimos detalhes. Você escolhe a largura das portas, a altura das janelas, os dormitórios que se transformarão em suítes, se vai haver áreas para piscina ou para a churrasqueira e tudo mais.

O mais relevante inconveniente, por sua vez, é o tempo. Construir uma residência do zero não é algo que se consiga da noite para o dia. O levantamento de uma propriedade vai demandar uma série de fases até que finalmente os pombinhos possam entrar no imóvel.

Será preciso, por exemplo, encontrar um bom terreno. Quando for fazer essa escolha, leve em consideração itens como infraestrutura de saneamento básico — como rede coletora de esgoto e distribuidora de água —, acesso à eletricidade, índices de criminalidade na região e a facilidade de achar serviços e estabelecimentos comerciais.

Em seguida, será necessário contratar os profissionais. Um arquiteto e/ou engenheiro terão que elaborar o projeto. Além de passar a eles os seus desejos e sonhos para o planejamento arquitetônico, será crucial ficar em cima para que os cronogramas hidráulico e elétrico também fiquem prontos com antecedência.

Isso é fundamental para a elaboração de um orçamento próximo da realidade e com uma chance baixa de desvios. Sua pesquisa por materiais de construção terá de ser minuciosa, levando em conta preço, agilidade na entrega e qualidade dos produtos.

Exija que os arquitetos e os engenheiros obtenham os documentos imprescindíveis para deixar tudo legalizado. Alvará da prefeitura para iniciar as intervenções, IPTU em dia e a escritura do terreno são alguns dos elementos compulsórios nesse processo.

A parte boa é que fazer a sua própria casa pode ser até 30% mais barato do que comprar um imóvel pronto — desde que o planejamento seja feito corretamente. Por outro lado, há menos pacotes de auxílio nos bancos para quem está construindo. A maior parte das linhas de crédito habitacionais é destinada aos bens já concluídos.

Geralmente, os empréstimos para edificar demandam que o tomador do recurso tenha uma quantia mínima para dar o start nos serviços. O nome limpo, o terreno já adquirido e o projeto pronto e aprovado pela prefeitura são premissas básicas para concessão de subsídios bancários para construir.

Faça uma profunda e lenta reflexão. Será preciso ponderar se você, com toda a preocupação com a organização do casamento, terá tempo, disposição e paciência para tocar essa obra. Independentemente da resposta, não se precipite!

Saiba mais sobre as perdas e os ganhos do aluguel

Quem está planejando o casamento para os próximos meses pode ter no aluguel a melhor alternativa graças à agilidade do processo. Quando se levanta a dúvida: “comprar, alugar ou construir um imóvel?”, quase todo mundo rejeita a locação.

Ser inquilino, porém, tem lá as suas vantagens. Não que o aluguel dispense a burocracia por completo, muito pelo contrário. No entanto, os requisitos — comparados aos impostos nos casos de aportes bancários para a compra e para as intervenções de engenharia —, são bem mais simples para quem aluga.

Para o aluguel, você vai ter de arranjar fiadores. Normalmente, é obrigatório que esse fiador tenha imóvel em seu próprio nome na cidade onde o contrato será fechado.

Outra premissa é que essa pessoa tenha renda correspondente ao valor de três aluguéis. Como alternativa, existe o seguro-fiança, por meio do qual se deposita uma quantia e, em troca, dispensa-se a apresentação dos fiadores. Nesse caso, porém, o valor nunca é baixo.

Outro ponto positivo: quando você é inquilino, os reparos no imóvel ficam por conta do proprietário ou da imobiliária. Se for preciso, por exemplo, desentupir o encanamento de esgoto do condomínio, nenhum centavo sairá do seu bolso.

Para alugar, é mais simples encontrar o bairro adequado, pois os processos de compra e de construção, como já falamos, são bem mais complexos — o que reduz as possibilidades. Há, no entanto, aquele famoso aspecto negativo da locação que é o fato de não haver nenhum retorno desse dinheiro.

A locação também exige autorização para qualquer tipo de reforma. Isso limita a sua adaptação, mas tem outro lado: a decoração é livre e mais barata, o que permitirá a chance de compensar essa defasagem.

Há quem diga que é mais proveitoso financeiramente alugar do que fazer uma compra financiada. É uma teoria que faz sentido se você conseguir — além de pagar o aluguel — guardar algum dinheiro como se estivesse quitando uma parcela.

Normalmente, o aluguel é recomendado às pessoas que não têm dinheiro em mãos para investir, para os que podem ter que mudar de bairro ou cidade muito em breve e para os que estão com muita pressa para entrar no imóvel.

Descubra as vantagens e os prejuízos de um imóvel pronto

Na hora de optar em comprar o imóvel pronto, uma das melhores benesses é que há muitas linhas de financiamento à disposição. Um aspecto ruim, entretanto, é que os juros estão altos neste momento.

Por isso, é fundamental fazer uma cotação junto às principais instituições financeiras para ver direitinho quais delas oferecem as opções mais vantajosas de crédito.

Essa alternativa conta pontos a favor para quem sofre com a falta de tempo, pois é mais rápido para morar. Se a data do casório estiver muito próxima, talvez seja uma excelente ideia, assim como no exemplo do aluguel, que mencionamos acima. Construir leva mais tempo.

Avalie, porém, quais as intervenções você gostaria de fazer antes de fechar o contrato de compra. Aliás, tenha muito cuidado com as condições não visíveis do imóvel. Contrate profissionais para fazer vistorias e eliminar problemas — como cupins, traças, ratos, infiltrações, falhas na fundação, desgaste da rede hidráulica, entre outros.

Acostume-se com as recompensas e com os danos dos imprevistos

Seja qual for a sua escolha — comprar, alugar ou construir um imóvel —, saiba que nenhuma delas estará livre de imprevistos. Suponha que você compre um imóvel com a estrutura perfeita e descubra, mais tarde, que ele está num bairro sujeito a enchentes.

Por outro lado, pode ser que daqui a dez anos as inundações tenham sido eliminadas pelo poder público e que a área no entorno desse imóvel passe por uma supervalorização. O que queremos dizer é: você precisa se planejar, mas nem tudo é previsível.

Sua casa pode ser feita do jeitinho que você sempre quis, mas talvez isso saia mais caro do que o programado ou demore mais do que aquilo que lhe prometeram. Esteja preparada. O mais importante é manter os pés no chão sem deixar de sonhar e de ter positividade.

Por essas razões, não se estresse com a organização do casamento. Seja na festa, na lua de mel, na obra ou em qualquer outro lugar, a calma e a compreensão serão essenciais para a vida a dois.

Comprar, alugar ou construir um imóvel, portanto, é uma decisão delicada e pessoal. Cada uma delas carrega pontos negativos e positivos, sobre os quais você deve refletir sem pressa.

Com tranquilidade e planejamento, vocês acharão a resposta mais condizente para o casal. Enquanto isso, aproveite a parte boa desses preparativos: sonhe com um casamento lindo! Afinal, já diz o ditado: o melhor da festa é esperar por ela!

O que você achou do nosso post? Já sabe qual será a sua escolha? Se precisar de ajuda, entre em contato com a Teresa Lamas!

Cerimonial de casamento: entenda mais sobre esse serviço!

Organizar um evento é uma tarefa difícil. Um casamento, então, é ainda mais! Mas os noivos não precisam se preocupar, pois existem profissionais que podem ajudar nessa tarefa. Se você está planejando se casar, provavelmente já deve ter ouvido falar do serviço de cerimonial.

Organizar a celebração gera uma infinidade de tarefas e não contar com um profissional especializado para ajudar a cumpri-las pode render dores de cabeça mais tarde. Além disso, definir todos os detalhes, falar com fornecedores e escolher a decoração, entre outras coisas, consome muito tempo.

Para que você possa ficar mais tranquila e aproveitar seu tempo antes do grande dia, explicaremos qual é o trabalho de um profissional de cerimonial de casamento!

O que é o serviço de cerimonial de casamento?

O cerimonial coordena todos os envolvidos na organização do evento, desde a pré-produção até a execução, para que tudo aconteça conforme o planejado. Por isso, responsabilidade, atenção e capricho são qualidades fundamentais para os profissionais do ramo.

O cerimonialista se tornará seu melhor amigo durante os meses que antecedem a festa, já que ele assumirá as rédeas da preparação do evento, ajudando a tomar decisões complicadas e deixando você livre para aproveitar seu tempo.

Além disso, ele está sempre pronto para resolver qualquer tipo de imprevisto antes mesmo dos noivos tomarem conhecimento do assunto.

Quais são as responsabilidades do cerimonialista?

Planejar o evento

Com toda a sua experiência, o cerimonialista auxilia os noivos a planejar o casamento, ajudando na definição do cronograma e na escolha de itens como:

  • local da festa;
  • decoração;
  • cardápio;
  • lembrancinhas;
  • atrações.

Adequar o orçamento

Muitas vezes, os noivos sonham com um casamento de grandes proporções, mas o orçamento disponível não se adequa. O cerimonial deve trazer o casal à realidade e ajustar as expectativas à verba disponível. É função dele encontrar alternativas que estejam ao alcance e sejam agradáveis.

Indicar profissionais

Escolher seus fornecedores pode ser uma tarefa árdua, já que exige tempo e pesquisa para uma pessoa que não atua no ramo. No entanto, o cerimonial de casamento pode encontrar e indicar profissionais que se adequam ao estilo e orçamento do casal.

Alguém que não tem a vivência profissional na área pode não saber avaliar o trabalho entregue pelos fornecedores e acabar contratando um que apresente um serviço de baixa qualidade ou com valor muito elevado.

Controlar as listas de convidados

Esse é um item que sempre gera desgaste para os noivos. Caso a lista de convidados não seja elaborada com controle, as coisas podem sair do planejado e, com isso, os custos aumentam muito.

Por isso, o auxílio de um profissional é extremamente importante. O cerimonialista ajudará, inicialmente, a elaborar a lista, podendo até mesmo cortar as pessoas mais distantes para conter um pouco os gastos.

Acompanhar a montagem e a execução do casamento

Antes do início da festa, o cerimonialista já está a todo vapor, verificando os detalhes da montagem, administrando o serviço do buffet, posicionando DJs etc. Ao longo dela, ele recepcionará todo mundo, orientará fotógrafos e estará à disposição dos noivos, familiares e convidados para ajudar no que for preciso.

Esse profissional estará preparado para fazer com que tudo corra bem durante o evento!

Quais são os riscos de não investir em um cerimonial?

Como mostramos, organizar um casamento não é nem um pouco fácil. O trabalho de um cerimonial é de extrema responsabilidade e você deve procurar um profissional de qualidade para desempenhar essa função. Deixar de investir nisso pode gerar diversas dores de cabeça e contratempos irreparáveis — justamente o que você não quer no seu grande dia.

Lembre-se: esse é um dia único e não vale a pena se arriscar. Confie em um profissional e garanta que seu casamento seja perfeito!

Agora que você já sabe o que é um cerimonial de casamento, ficou muito mais fácil organizar seu evento, não é mesmo? Compartilhe essa informação nas suas redes sociais e ajude outras noivas a terem o grande dia dos sonhos!

4 cuidados ao fechar contrato com fornecedores de casamento

O casamento é um dia muito esperado pelos noivos. Por isso, a organização da festa merece atenção especial para que tudo saia como sonhado e o casal tenha boas lembranças desse momento.

Um dos pontos fundamentais para isso é tomar alguns cuidados na hora de avaliar e fechar contrato com fornecedores de casamento. Para ajudar você a garantir bons serviços, listamos os cuidados necessários nesse processo. Continue a leitura!

1. Pesquise o mercado e busque referências

Conhecer o mercado e os fornecedores é muito importante. Se possível, conte com um cerimonial para a organização; assim, você terá contato com diversas empresas que poderão trabalhar no seu casamento.

Outro fator fundamental é buscar referências dos fornecedores. Peça indicações a conhecidos, pesquise na internet e veja se encontra relatos ou reclamações de outros contratantes. As páginas nas redes sociais costumam ter avaliações de clientes.

Se possível, experimente: alguns fornecedores oferecem provas ou têm modelos dos serviços apresentados para que você tenha certeza do que está sendo contratado.

2. Não feche contratos por impulso

Durante a busca por serviços, você se deparará com diversas ofertas interessantes e “dos sonhos”. Mas tenha calma! Não feche nenhum contrato por impulso ou com pressa. Anote todas as informações, peça o contato do fornecedor e tire um tempo para refletir.

Faça mais pesquisas de outros fornecedores e busque mais informações sobre o serviço ofertado, para garantir que fará o melhor negócio. Ao fechar um contrato, é comum a exigência de uma entrada não reembolsável em caso de cancelamento. Por isso, uma contratação impulsiva pode gerar prejuízos e custos desnecessários.

Compare orçamentos e serviços oferecidos, veja as vantagens de cada um e analise se são realmente necessários no seu casamento ou se o dinheiro seria melhor investido em outro serviço. Assim, você garantirá uma boa contratação, sem arrependimentos.

3. Analise os contratos e esclareça todas as dúvidas

O contrato contém todas as obrigações das partes. Por isso, deve ser elaborado e analisado com bastante atenção. Caso não concorde com alguma cláusula, converse com a empresa e solicite a alteração. Se tive qualquer dúvida, pergunte.

Nesse momento, também é possível negociar os preços e serviços inclusos. Uma festa de casamento traz vários gastos, então negociar é fundamental para conseguir o melhor custo-benefício.

Existem alguns dados fundamentais que devem constar no documento e variam de acordo com o tipo de fornecedor. Porém, as seguintes informações são sempre importantes:

  • tempo de permanência na festa;
  • prazo para entrega;
  • quantidade de profissionais envolvidos;
  • cobrança em caso de danos;
  • qualidade dos produtos e especificações sobre o serviço;
  • multas em caso de descumprimento (pelo contratante e pelo contratado);
  • forma de pagamento;
  • política de reembolso.

Na hora de analisar o contrato, tenha em mente o tipo de serviço e analise se todos os dados necessários estão especificados. Caso seja combinada qualquer coisa além do que consta no documento, solicite a alteração: só assim será possível comprovar.

4. Saiba o que fazer em caso de quebra de contrato

Mesmo tomando todos os cuidados, infelizmente, em algumas situações, acontece a quebra do contrato, seja por descumprimento total ou parcial. Por isso, é importante saber o que fazer.

Caso o fornecedor não possa mais atender o seu casamento, é preciso ter um plano B. Se você contar com o auxílio de uma assessoria, ela poderá ajudar nessa situação, tendo em vista os contatos e as parcerias que possui com diversos outros profissionais.

Caso aconteça algo diferente do contratado e o fornecedor não se proponha a resolver, você poderá ingressar com uma ação judicial para obter reembolso, ressarcimento de danos e, dependendo do caso, indenização. Para isso, é preciso ter os contratos e procurar assessoria jurídica de confiança.

Seguindo esses passos, você garantirá um casamento inesquecível. Tem outras dicas de cuidados ao fechar contrato com fornecedores de casamento? Compartilhe com a gente nos comentários!